24 de nov de 2009

Flash no Ubuntu 9.10 x64

Pra que está com problemas com o flash na versão 64 do novo ubuntu:

wget http://download.macromedia.com/pub/labs/flashplayer10/libflashplayer-10.0.32.18.linux-x86_64.so.tar.gz
tar xf libflashplayer-10.0.32.18.linux-x86_64.so.tar.gz
sudo mv libflashplayer.so /usr/lib/mozilla/plugins/

21 de jul de 2009

Suporte 3D para ATI Xpress 200 no Ubuntu 9.04

Um dos principais problemas da última versão do Ubuntu (que está totalmente isento da culpa, já que o problema é a falta de suporte da AMD e não dele) é a incompatibilidade do driver Legacy com o novo xorg. Com isso o suporte 3D para a maioria das placas onboard da AMD para Notes ficou a deriva.

A única solução existente foi usar os driver genéricos feito pela comunidade, entre eles o ati, o radeon e o radeonhd, mas como falado antes o suporte 3D deles é fraquissímo.

Então, quando todas as esperanças estavam acabadas, eis que a comunidade do freedesktop.org reescreveram o driver radeon, e para a placa em questão no título desse tópico, o aumento do processamento 3D, embora não tão bom quanto o driver restrito no 8.10, foi absurdamente superior.

Então chega de explicações e vamos a instalação.

Inicialmente, baixe o arquivo mesa-radeon-rewrite.tar.gz . O arquivo possui exatos 8.9 mb.

No terminal, só por motivos de comparação, digite:

$ glxgears


Após cinco segundos ele começará a retornar o fps do programa, que com o driver padrão ficará em torno disto:

979 frames in 5.0 seconds = 195.553 FPS

Para a instalação são necessários alguns pacotes, que são instalados com o comando a seguir.

# apt-get install autoconf libdrm-dev x11proto-dri2-dev libxxf86vm-dev x11proto-gl-dev

Descompacte o pacote

# tar xvzf mesa-radeon-rewrite.tar.gz


Após entrar na pasta criada execute os seguintes comandos:

# ./autogen.sh --prefix=/usr --with-dri-drivers=radeon,r200,r300
# make
# sudo make install


Adicione/altere o xorg.conf com estas configurações

Section "Module"
Load "dri
EndSection
Section "Device"
Identifier "Configured Video Device"
Driver "radeon"
Option "DRI" "on"
Option "EnablePageFlip" "on"
Option "AccelMethod" "EXA"
Option "EXAOptimizeMigration" "true"
Option "MigrationHeuristic" "greedy"
Option "AccelDFS" "on"
EndSection
Section "ServerFlags"
Option "BackingStore" "true"
EndSection

Reinicie o Computador

Execute novamente o glxgears, no meu o valor subiu para

2331 frames in 5.0 seconds = 466.094 FPS


Além disto, digitando glxinfo, as seguintes configurações foram alteradas

OpenGL vendor string: DRI R300 Project
OpenGL renderer string: Mesa DRI R300 (RS400 5975) 20090101 x86/MMX+/3DNow!+/SSE2 NO-TCL
OpenGL version string: 1.4 Mesa 7.6-devel


Bibliografia:
http://ubuntuforums.org/showthread.php?t=1137467&page=3

6 de jul de 2009

Ubuntu - Configurando Para Máquinas Antigas

Estou postando o que fiz na Celeron 900 Mhz, com 256mb de ram e 4 gb de hd. Para rodar "pelo menos dignamente" o Ubuntu:

A instalação do cd normal do Ubuntu foi vetada de cara pois ela vem com um moonte de coisa que você não vai utilizar (como o driver de bluetooth) então.

Instalei a versão 8.04 server, assim saindo do terminal tentei instalar o mínimo necessário para ela rodar.

Depois instalei os seguintes pacotes:
apt-get install gdm gnome-core xorg

Com esses já será possível iniciar o gnome, mas ele vai estar liso, só com o gnome-terminal e o gedit, e uma interface ruim de dar vergonha =). Além disso, é importante dar um invoke-rc.d gdm start para que o login seja feito em modo gráfico.

Depois disso instalei os seguintes pacotes
apt-get install human-theme human-icon-theme ubuntu-gdm-themes language-selector system-config-printer-gnome network-manager

Assim o sistema ficou com a "interface do ubuntu" e o selecionador de linguagem para deixar ele em pt-br, mais o controlador de impressora e o de rede. Com isto o sistema está pronto para receber os programas de fato.

Instalei só o básico então.
apt-get install evince firefox totem thunderbird eog

Ou seja Leitor de pdf, o Firefox, Thunderbird e um reprodutor de vídeos (embora sem os codecs).

Ao invés de instalar o openoffice (que é bastante pesado), coloquei o gnumeric e o abiword.
apt-get install abiword abiword-plugins gnumeric

Com o abiword plugins, o danado abre .docx e .odt =) uma beleza. Com isso o pc ficou com os progs necessário para um terminal básico. O que era suficiente para a máquina em questão. Além disso, a instalação ficou com "miseros", em termos atuais, 1,2GB.

A instalação rodou lisa, travando menos que o win xp que estava nele. E o tempo de instalação do sistema + pacotes foi de uma manhã =).

Para falar a verdade, gostei tanto do resultado que estou pensando em instalar o meu pc principal da mesma maneira, instalando programa por programa. Já que a módulos no ubuntu normal que um usuário nunca vai chegar a usar.

E sim, minha instalação ficou muiiito parecida com a do ubuntu mini, uma antiga idéia de miniaturização do ubuntu, para deixar o sistema levinho. E quem sabe um dia eu testo um script para fazer essa instalação "in loco" =).

1 de jul de 2009

Server Internet - NAT + FTP

Essa é uma dica para que está tendo problemas de conexão FTP com um servidor NAT configurado através de iptables.

Eu por exemplo recebia uma simpática mensagem nos programas ftp: 500 Illegal PORT range rejected. Mas há outros problemas que podem afetar as conexões, como lentidão.

Para arrumar esse problema é só adicionar no rc.local (ou outro aquivo que seja ativado na inicialização do sistema) as linhas.

modprobe nf_nat_ftp
modprobe nf_conntrack_ftp


Não sei por qual motivo mas existem portas que não funcionam direito no servidor nat, e que precisam de módulos extras para funcionarem direito, além do ftp, outro exemplo é a porta do IRC.

best regards.

26 de jun de 2009

Tempo OFF e Desafio

Depois das provas, a calmaria... Voltando a ativa.

E pra voltar um desafio. Decidi instalar linux num Celerom 900 Mhz, num HD de 3GB e 256 de ram.

Minha últimas experiências com o ubuntu em máquinas antigas fora de mal a pior. E as mini-versão são tão ruins que me fazem chorar.

Então... vou instalar o ubuntu server, e em cima dele fazer uma versão personalizada do ubuntu, colocando só o mínimo necessário, mas óbvio com gnome.

Assim que eu terminar e se ficar legal eu posto um tutorial.

11 de mai de 2009

Server Internet - DHCP + Iptables

Após instalar o ubuntu server, é necessário começar as configurações do mesmo, e a primeira coisa que resolvi fazer foi configurar o NAT, com dhcp3-server e iptables.

A instalação do dhcp3-server é bastante tranquila, mas antes é necessário alterar as configurações da rede, recomendo a instalação de no mínimo duas interfaces, uma para "receber" e outra para "enviar" o sinal, mas tudo pode ser feita numa única placa, criando um alias.

Em toda instalação usarei a base de IP 192.168.1, sendo o servidor 192.168.1.1, esses valores podem ser alterados.

Será necessário alterar o
/etc/network/interfaces, então no terminal digite:

:~# pico /etc/network/interfaces

E altere o arquivo para os seguintes valores.

auto lo
iface lo inet loopback

auto eth0
iface eth0 inet dhcp

auto eth1
iface eth1 inet static
address 192.168.1.1
netmask 255.255.255.0
network 192.168.1.0


Com esta configuração a eth0 está recebendo o sinal pelo modem de internet via dhcp e fixando o ip do servidor na eth1 (que irá mandar o sinal para as outras máquinas da rede).


Configurado os IPs, está na hora de baixar o dhcp3-server.


:~# apt-get install dhcp3-server

Depois do termino da instalação do pacote, devemos configurar dois arquivos, vamos a eles.

:~# pico /etc/default/dhcp3-server

Neste arquivo altere o valor entre aspas da variável INTERFACE para a sua interface de rede interna, no meu caso "eth1".

:~# pico /etc/dhcp3/dhcpd.conf

Já neste outro, altere o arquivo para o seguinte texto.

default-lease-time 3600;
max-lease-time 7200;
log-facility local7;

option domain-name-servers 201.10.1.2, 201.10.120.3;
subnet 192.168.1.0 netmask 255.255.255.0 {
range 192.168.1.40 192.168.1.254;
option routers 192.168.1.1;
}

Sem dar grandes explicações da configuração, a subnet será sua base de ip, o range será os limites entre o primeiro e o último ip usado pelo DHCP e o domain-name-server serão os servidores DNS.

Reinicie o dhcp3-server.


:~# invoke-rc.d networking restart

Se retornar um [ok], o servidor já estará distribuindo ip pela rede. Então descomente a linha net.ipv4.ip_forward=1 do arquivo /etc/sysctl.conf. Faltando apenas o roteamento pelo iptables através do comando.

:~# iptables -t nat -A POSTROUTING -o eth0 -j MASQUERADE

Agora você pode fazer um teste numa máquina qualquer da rede, resetar sua interface de rede, ver se o dhcp distribui corretamente o ip, e testar se o navegador consegue entrar na internet.

Se estiver tudo ok, está na hora de guardar as informações do iptables num arquivo, já que o mesmo não mantém as informações se a máquina é reiniciada ou desligada. Para isso use os seguinte comandos.


:~# cd /etc/network/
:~# touch iptables
:~# iptables-save > iptables

O Arquivo com as alterações no iptables está terminado, agora vamos fazê-lo iniciar no momento em que a conexão de rede subir.
Para isso vamos criar um pequeno script em shell script que será executado na inicialização da rede.

:~# cd /etc/network/if-up.d/
:~# touch iptables
:~# echo #!/bin/sh >> iptables
:~# echo /sbin/iptables-restore /etc/network/iptables.rules >> iptables
:~# chmod +x iptables

Agora, mesmo que a máquina reinicie ou desligue, ao iniciar nossa configuração será mantida.

bibliografia:
Cinlug - Montando Uma Sub-Rede Com Debian/Ubuntu, DHCP e iptables
Servidores Linux, Guia Prático: Configurando um Servidor DHCP

7 de mai de 2009

Instalando o Veetle no Ubuntu 9.04

Continuando com os posts sobre TVs P2P, descobri mais uma para linux, é a veetle, que não constitui bem um programa, mas sim um site e um plugin para o firefox.

Diferente do Sopcast o Veetle é especializado em sites americanos e a transmissão com um link acima de 1 Mb roda limpa.

Abaixo os comandos necessário para a instalação:

//Baixa o tarball do veetle
~$: wget http://veetle.com/download/veetle-0.9.14.tgz

//Descompacta o Arquivo

~$:
tar -xvzf veetle-0.9.14.tgz
~$:
cd veetle-0.9.14

//Copia o plugin para a pasta de plugins do usuário

~$:
mkdir -p ~/.mozilla/plugins
~$:
cp *.so ~/.mozilla/plugins

//Copia o binário do veetle para sua pasta

~$:
mkdir -p ~/.veetle_vlc
~$:
cp vlc ~/.veetle_vlc

//Apaga a pasta temporária

~$:
rm -r veetle-0.9.14

Reinicie o Firefox e pronto. O Navegador já terá suporte para o site Veetle.

Endereço: http://www.veetle.com

29 de abr de 2009

Instalando o Sopcast no Ubuntu 9.04

Sopcast é um ferramenta que usa o Streaming via P2P para trasmitir programas de TV pela Internet, sendo criada por Chineses, conta com vários canais deste país e região, além de alguns conhecidos norte-americanos e muitos outros alternativo (como TV Gospel). O "principal" uso do programa é justamente as transmissões de esportes americanos (NBA, NFL, NHL, MLB), além de Futebol Europeu que quase todos os dias lotam a grade dos canais de esportes chineses (Guandong, CCTV 5 e outros). E para um público que precisa gastar no mínimo 100 reais para assistir a 5 partidas da Champions League, mais 2 partidas semanais de basquete e 2 ou 3 de NFL por mês, poder ver seu esporte favorito quase todo dia, mesmo com o audio em Chinês, é uma grande pedida.

Mas vamos ao que interessa, como instala-lo no Ubuntu. Diferente do software Sopcast existente para o windows, o sop para Linux é um interpretador de protocolo, em que você digita uma linha de comando com o endereço sop do canal e a porta do seu computador onde ele mandará o vídeo decodificado, para então através de um player ele tocá-lo. Para usuário leigo isso é no mínimo tedioso. Então um grupo de chineses, sempre os chineses, criaram uma interface GTK para o sop, singelamente chamada de gSopcast, que faz esse trabalho de adicionar o canal a um player automaticamente.

São necessários apenas dois pacotes para que o Sopcast saia rodando, são eles.
para i386:
http://w2k.com.br/arquivos/sp-auth_3.0.1_i386.deb
http://w2k.com.br/arquivos/gsopcast_0.4.0-2_i386.deb

para amd64:
http://w2k.com.br/arquivos/sp-auth_3.0.1_amd64.deb
http://w2k.com.br/arquivos/gsopcast_0.4.0-1_amd64.deb

Instalando os dois pacotes na ordem ou através do terminal executando #~: dpkg -i *.deb , o programa já estará pronto para ser rodado.

Abaixo uma screen do software rodando o canal cctv-5.


24 de abr de 2009

Server Internet - Ubuntu Server

A primeira missão, foi justamente instalar o sistema operacional que ia rodar o servidor e para isto escolhi o ubuntu server 8.04. Escolhi ele muito mais por gosto pessoal do que qualquer outro motivo, eu já o tinha em mãos. Além disso, estou bastante acostumado com distribuições derivadas do debian e partir para um fedora, suse ou slax não é minha intenção nesse momento ;p.


Outra informação, resolvi usar uma versão 8.04, mesmo sendo antiga pelo LTS, e como não estou afim de formatar o servidor por um bom tempo....

A instalação em si é muito tranquila, se você não estiver afim de modificar o jeito que ficará particionado o seu HD, ele não demorará mais que uns 30 minutos, mesmo numa máquina sem grandes configurações (montei o servidor num Duron 1.1GHz, com 20 GB de HD e 512 de RAM, e o servidor funcionou bem). Quase no final da instalação você poderá escolher "pacotes" extras que já estão no próprio CD, entre eles os servidores LAMP, DNS, SSH, Mail, PostgreSQL, CUPS e SAMBA. Como não ia necessitar de nenhum outro só instalei o de SSH.


Finalizado a instalação é só necessário, reiniciar a máquina e ir pro abraço. O sistema operacional está instalando e funcionando. Agora só é necessário configurá-lo.

Obs.:
- Quem já instalou uma versão Alternate do Ubuntu, ou usou versões anteriores a 6.06 verá que a interface de instalação é a mesma e embora não seja "visualmente" bonita, é intuitiva e está em português.
- Recomendo após a instalação, logar com seu usuário e alterar a senha de root, até por que num servidor de internet será díficil você logar na máquina sem alterar nada ;p.
- Se deseja deixar o sistema com os últimos pacotes do ubuntu, recomendo que faça isso agora, antes da configuração do servidor, para não acontecer nenhum imprevisto.

Best Regards,
Luís Knob

23 de abr de 2009

Server Internet - Começando

Começando as Tag Services xD

Estou montando um servidor Ubuntu 8.04 Server/DHCP/NAT/IP Forward/Squid/Sarg, e vou tentar passar tudo o que estou fazendo para deixar ele redondinho.

Vou dividir tudo por tópicos desde a instalação do Ubuntu, até a última configuração.

Best Regards,
Luís Knob

Iniciando

Olá a todos que um dia irão entrar neste humilde blog,

O motivo da criação do mesmo, é tentar comentar minha empreitada pessoal de me tornar gerente de redes e no caminho ir postando todos os problemas que virão e sempre que possível mostrando tutoriais ou informações úteis para que pessoas que estejam começando, assim como eu estou agora, possam resolvê-lo da forma mais fácil possível, sem deixar claro de estudar sempre xD.

Então boa pesquisa no blog!

Luís Knob